Prevenção de quedas em idosos: causas, consequências e como evitá-las

Publicado em 30 de outubro de 2020
Prevenção de quedas em idosos: causas, consequências e como evitá-las

Comportamentos e atitudes de prevenção de quedas em idosos são cada vez mais necessários à medida que a pessoa vai envelhecendo. Em geral, quedas são fatores de risco em qualquer faixa etária, porém, em pessoas de idade avançada, podem se tornar um problema maior.

Quando falamos em prevenção de quedas em idosos, significa muito mais do que a atenção diária que já dedicamos à eles. Prevenir quedas se trata de um conjunto de ações a fim de antecipar a possível queda e ajudar ao máximo a evitá-la

É importante ter cuidado em prevenir, pois a pessoa idosa sofre muito mais em uma queda do que uma pessoa jovem. Isso acontece em virtude de sua pele está mais fina e seus músculos e ossos mais fracos. 

Então, a queda de uma pessoa com idade avançada pode resultar em cortes, lesões e dores intensas que levam a tratamentos extensos. Além disso, idosos com musculatura fragilizada estão mais propensos a sofrer outra queda.

Neste artigo, você vai saber mais sobre as causas, consequências e dicas de como evitar as quedas em idosos. 

Quais são as principais causas das quedas em idosos?

São muitos os motivos que podem levar um idoso a sofrer um acidente de queda. Em princípio, podemos dividir essas causas em dois grandes grupos: fatores relacionados ao ambiente e problemas de saúde. 

Em relação ao ambiente, o que podem causar uma queda na pessoa de idade avançada são: 

  • Sapatos desconfortáveis e não apropriados para caminhar;
  • Tapetes;
  • Pisos escorregadios;
  • Cabos e outros objetos no chão; 
  • Itens de necessidade diária em lugares de difícil alcance, onde o idoso tem que usar um banquinho ou cadeira para alcançar;
  • Escadas sem corrimão;
  • Banheiro não acessível, sem barras de suporte.

Já quando falamos de fatores relacionados à saúde do idoso, as causas podem ser: 

  • Problemas de visão;
  • Labirintite;
  • Falta de medicamentos ou medicamentos com dose errada;
  • Desequilíbrio;
  • Lesões devido a quedas anteriores;
  • Falta de força nos músculos e ossos.

Além de todos esses itens, também devemos levar em consideração a desatenção, que ainda pode ser um dos motivos de queda. 

Quais são as consequências das quedas em idosos?

Como falamos anteriormente, as pessoas de idade podem se machucar muito mais ao cair. Eles podem ter déficit de cálcio, que leva à fragilidade óssea e músculos fracos que já não conseguem sustentar o corpo tão bem. 

Além disso, idosos não têm mais a mesma agilidade e reflexos rápidos que uma pessoa jovem, por isso não conseguem ter um tempo de resposta que impeça a queda. 

As consequências desses acidentes são tanto físicos quanto emocionais e mentais. A queda pode causar, principalmente, lesões severas, principalmente em braços, pernas, coluna e quadril. 

Rompimento de ligamento, tendões, fraturas internas e até externas, tudo isso que leva a dores fortes, que podem gerar tratamentos extensos ou até mesmo risco de morte. 

Já no lado emocional e mental, o idoso, ao sofrer uma queda, pode se sentir muito triste consigo mesmo por não ter conseguido evitar aquilo e ainda tristeza por não conseguir mais realizar sua rotina diária

O medo também pode surgir após um acidente. A pessoa idosa pode ficar tão traumatizada que sentirá medo de levantar, caminhar e realizar qualquer ação. Isso afetará tanto a saúde quanto a qualidade de vida da pessoa de idade avançada. Em casos mais extremos, o idoso pode acabar querendo passar o dia isolado

As causas das quedas em idosos estão relacionadas ao ambiente e saúde do idoso

Dicas de como prevenir as quedas

Mencionamos as principais causas e consequências que um acidente de queda por causar. Agora, vamos lhe dar dicas de como prevenir e de hábitos gerais de prevenção de quedas em idosos. 

Já que as causas são relacionadas tanto ao ambiente quanto à saúde, é necessário fazer mudanças e tomar atitudes em ambas as áreas. 

Para começar, ter sempre muita atenção no ambiente em que o idoso vive ou convive diariamente. Primeiramente, evitar deixar coisas espalhadas pelo chão, ter o cuidado com as pontas de tapetes e nunca deixar o chão molhado. 

Além disso, é interessante tornar a casa o mais acessível possível ao idoso. Instalar barras de apoio, pequenas rampas em espaços com degraus, manter sempre a casa bem iluminada e deixar itens de necessidade do idoso em lugares que ele consiga alcançar facilmente. 

Se tratando da saúde, é importante levá-lo ao médico geriatra sempre para check-ups rotineiros. Realizar exames de sangue e principais testes para garantir que idoso esteja o mais saudável possível. 

Isso irá garantir que não hajam fatores desconhecidos causando as quedas, como falta de uma vitamina, nutriente, etc. 

Por fim, uma dica muito legal que ajuda na prevenção de quedas em idosos é incentivar na prática de atividades físicas. Pilates, caminhadas, ginásticas ou fisioterapias são ótimas formas de fortalecer a musculatura, o que pode ser decisivo tratando-se de prevenir acidentes.

Por que é importante ter um comportamento de prevenção de quedas em idosos?

Bom, provavelmente o idoso em questão é um familiar querido, então prezar pela sua saúde é de extrema importância. Portanto, atenção e cuidados são sempre necessários.

Além disso, hábitos de prevenção, além de minimizarem o risco de acidentes, também ajudam as pessoas idosas a lidarem melhor no caso de uma queda acontecer. 

Isso vai ser decisivo, pois, se o ambiente e a pessoa de idade avançada estão preparados, as consequências são bem menores. Portanto, o comportamento de prevenção é sempre muito importante e irá contribuir principalmente para a qualidade de vida do idoso. 

Compartilhar